Cultura
Lazer - Praça do Campestre tomada pelo Hip Hop 25/03/2014 às 08:31:22

Pela primeira vez em Itabira, o projeto “Cidade Hip-Hop” agrupou no bairro Campestre, nos dias 22 e 23, um público jovem que prestigiou uma programação intensa e voltada para a música, a dança e a grafitagem.

 

Com a intenção de ocupar os espaços urbanos aliando a arte e a estética hip hop com a preocupação social, o “Cidade Hip-Hop” trouxe à Itabira nomes importantes do movimento no Estado. Além disso, abriu espaço para a produção local e integrou à programação artistas como o grupo de bboys Connection Crew e os rappers Thiago SKP e LukinhaDDG.

 

No dia 22, sábado, os grafiteiros invadiram a Praça e usaram sua arte para refazer os grafites já existentes. O trabalho, comandado por Negro F., envolveu crianças, jovens e adultos e durou toda a tarde. Participaram desde meninos de oito anos até profissionais, como o grafiteiro itabirano Mariozinho. Além disso, skatistas e bboys também ocuparam o espaço.

 

Já no domingo, 23, foi a vez do rap. Vindos de Uberlândia, oriundos da Batalha do Calçadão, Tói do Rap e DJ Nene abriram a tarde. Em seguida, o grupo de bboys Connection Crew mostrou seu talento na dança. Logo depois subiram no palco Lukinha DDG e Thiago SKP, ambos acompanhados pelo DJ AlbertiniZ. E fechando, Eduardo Taddeo, falou de sua experiência após a saída do grupo Facção Central, sua luta em prol das minorias e importância da produção cultural e intelectual na periferia. O rapper aproveitou a oportunidade para lançar ainda seu livro “A Guerra não declarada na visão de um favelado”.





SEM BANNERS NESTE LOCAL!