Região
METAS: Santo Antônio promove ações para cumprir meta da GRS 26/08/2014 às 08:01:36

Prevenção e atividades físicas são temas da III Feira da Saúde

As ações com foco na prevenção e melhoria da qualidade vida estão mudando a realidade dos moradores de Santo Antônio do Rio Abaixo. Um levantamento feito pela Gerência Regional de Saúde (GRS), órgão com sede em Itabira responsável pela promoção da saúde na região por meio do Governo de Minas, comprovam as mudanças.

O gráfico mostra que os avanços em ações de prevenção para a boa saúde em Santo Antônio saltou de 12%, porcentagem de novembro de 2013, para 54,9% na amostragem deste ano.

O ideal seria estar entre 80 a 90% em índice de ações voltadas a saúde preventiva, fato ainda não alcançado devido a falta de envio de informações à GRS, história que está sendo mudada com as secretarias da Prefeitura trabalhando de forma coordenada, uma das principais preocupações da prefeita Marluce Oliveira Duarte (Lulu). “As secretarias agindo em conjunto melhoram o desempenho da gestão pública reduzindo gastos e tempo”, justifica Lulu.

Ainda com o objetivo da prevenção, a secretária municipal de Saúde, Ataise Júlia de Oliveira esclarece as ações para mais qualidade de vida, com destaque para a terceira edição da Feira da Saúde, realizada no dia 14 de agosto, na quadra de esportes da cidade.

A Feira é uma mobilização que envolve todas os setores da Prefeitura, Câmara de Vereadores, escolas e comunidade com atenção na conscientização por meio de palestras, dicas e atendimentos básicos oferecidos aos participantes por enfermeiros, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionista, dentista além da realização de ações lúdicas.

 “O foco é a informação para que as pessoas invistam em qualidade de vida por meio da boa alimentação e atividade física, que alias, é o tema da III Feira da Saúde. Para isso, montamos stands com informações referentes à quantidade de açúcar e gordura de alguns alimentos, dicas de atividades físicas que podem ser executadas em casa, cuidados para evitar lesões, aferição de pressão, consultas e diagnósticos, palestra sobre Doenças Sexualmente Transmitidas (DST e Aids), atividades lúdicas para as crianças e sorteio de brindes. Creio que o objetivo foi alcançado, pois registramos a participação de mais de 900 moradores das zonas urbana e rural em uma cidade com cerca de 1700 habitantes. Outro ponto importante são as parcerias para a realização da Feira da Saúde, que envolveu a  Prefeitura, Câmara de Vereadores, escolas, Manabi Mineração e Rosa dos Ventos”, comentou.

A secretária disse que o objetivo é dar continuidade aos trabalhos de prevenção e atingir a porcentagem determinada pela GRS, que é de 80 a 90% em ações de prevenção para a boa saúde da população.

Willian Alexandre de Oliveira, fisioterapeuta da Prefeitura de Santo Antônio do Rio Abaixo destacou a importância da atividade física para a garantia de uma boa saúde. “Devido ao grande percentual de pessoas com dores lombares na região da coluna vertebral, ocasionadas pela execução errônea de ações que exigem força física, viemos para a III Feira da Saúde com foco nas dicas de atividades físicas para que as pessoas pratiquem em casa, no dia-a-dia. Outro fato é que muitas pessoas, em especial as mulheres, querem mudar a forma física como se fosse em um passe de mágica, o que não existe. Para isso, fazem dietas absurdas, usam produtos nem sempre apropriados e esquecem da atividade física. Não funciona sem suar a camisa”, aconselha o profissional.

A enfermeira e Coordenadora da Atenção Primária da Saúde, Josiane Fernanda alerta para a carência no país quando o tema é a prática de atividade física, fato que está sendo mudado com as feiras de saúde que são indicadas e apoiadas pelo Ministério da Saúde.

Ela endossou a importância da atividade física, que não é luxo, mas sim qualidade de vida. “Hoje nós promovemos a aferição do cartão de vacina, da pressão arterial e glicemia com foco na atividade física. O próximo passo é avaliar os pontos negativos e positivos para traçarmos um plano que nos possibilite a realização de um trabalho mais eficaz”, disse Josiane.

A coordenadora da Vigilância em Saúde de Santo Antônio do Rio Abaixo, enfermeira Ione Martins Leocad, aponta que a III Feira da Saúde foi uma oportunidade para a apresentação dos agravos das notificações compulsórias e alertar quanto ao surgimento de animais peçonhentos na cidade, principalmente escorpiões.

 “Foi uma ótima oportunidade para mostrarmos alguns animais peçonhentos e quais as ações após uma pessoa ser ferida. Mas o destaque são as ações de prevenção que, neste caso, envolve limpeza e cuidados básicos para se reduzir filas nos setores de saúde”, disse Ione.





SEM BANNERS NESTE LOCAL!