Região
RESULTADOS: Instituto CENIBRA colhe frutos de mais de 15 anos de parceria 04/04/2014 às 17:11:27

A Organização das Nações Unidas (ONU) declarou 2014 como o Ano Internacional da Agricultura Familiar. Em consonância com as políticas públicas e demandas sociais, empresas e instituições buscam promover o desenvolvimento sustentável da zona rural. 

Por meio de contratos de parceria rural com os municípios e sindicatos de trabalhadores rurais, a CENIBRA disponibiliza áreas de cultivo aos pequenos produtores. A orientação técnica é feita pela Empresa de Assistência Técnica Rural do Estado de Minas Gerais (EMATER). 

Atualmente, o Instituto CENIBRA mantém áreas em quatro municípios (Belo Oriente, Ipaba, Santana do Paraíso e Virginópolis); as parcerias existem há mais de 15 anos. São cerca de 250 hectares que beneficiam aproximadamente 300 famílias por meio do plantio de hortaliças, milho e feijão. O percentual de 10% da produção é repassado diretamente a entidades assistenciais dos municípios. 

Em 2013, o Projeto de Parceria Agrícola Santa Marta (Ipaba) produziu 115.000 kg de milho, 6.000 kg de feijão, 40.000 kg de mandioca e 30.000 kg de banana. A estimativa de renda gerada no ano é de R$76.150,00. 

Parte dos produtos obtidos é para subsistência das famílias e o restante é comercializado em programas como Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB) e comerciantes locais. Para 2014, a produção estimada é 30% menor em função da seca do início de ano. 

Além de gerar trabalho e renda o projeto já possibilitou 20 benefícios de aposentadorias e 10 benefícios entre auxilio doença e maternidade; com a renda de um salário mínimo para cada trabalhador, que só foi possível por causa do contrato de parceria agrícola. 

"Os projetos de geração de trabalho e renda desenvolvidos pelo Instituto CENIBRA têm contribuído para o processo de transformação social de forma efetiva, com a promoção da cidadania e do bem-estar da comunidade. Para determinar as ações, o Instituto utiliza como parâmetro o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), a cultura e a vocação econômica de cada município de atuação" declara Leida Hermsdorff Horst Gomes, Coordenadora de Comunicação Corporativa e Relações Institucionais da CENIBRA, também responsável pelo Instituto CENIBRA. 

No Campo 
A agricultura familiar inclui todas as atividades agrícolas de base familiar e está ligada a diversas áreas do desenvolvimento rural. A atividade consiste em um modelo de organização da produção agrícola, florestal, pesqueira, pastoril e aquícola. 

A Organização das Nações Unidas (ONU) declarou 2014 como o Ano Internacional da Agricultura Familiar, com o objetivo de aumentar a visibilidade da iniciativa de pequenos produtores e famílias, com foco na atenção mundial no importante papel da agricultura familiar na erradicação da fome e da pobreza, provisão de segurança alimentar e nutricional, melhora dos meios de subsistência, gestão dos recursos naturais, proteção do meio ambiente e desenvolvimento sustentável das áreas rurais. 

Com o trabalho da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) a ONU busca reposicionar a agricultura familiar no centro das políticas agrícolas, ambientais e sociais nas agendas nacionais, identificando oportunidades e potencialidades da atividade. 

De acordo com informações da FAO (http://www.fao.org/family-farming-2014/pt/), no Brasil, existem mais de 500 milhões de propriedades agrícolas familiares. Eles representam mais de 98% das explorações agrícolas, sendo responsáveis por pelo menos 56% da produção agrícola em 56% da terra.

 





SEM BANNERS NESTE LOCAL!